Salas de Audiovisual - Cinema

 

Para conferir a Programação de Cinema, clique aqui


Campo Bom conta com um espaço privilegiado destinado a projeções cinematográficas, com um sistema moderno de equipamentos, muitos deles importados, que proporcionam aos expectadores uma excelente qualidade na exibição de filmes, além de um espaço de diversão e cultura. Localizado no Complexo Cultural do Centro de Educação Integrada (CEI) as duas salas de audiovisual homenageiam dois ilustres campo-bonenses: a atriz Bárbara Paz e o Construtor Alfredo Blos. As salas de cinema possuem capacidade para 127 e 103 lugares respectivamente.  

Homenageados:

Alfredo Blos, filho de Pedro e Guilhermina Blos, nasceu em Campo Bom no dia 06 de novembro de 1893. Trabalhou desde muito cedo na Fábrica Irmãos Vetter. Casou-se com Danila Vetter, com quem teve 3 filhos, e de quem adquiriu o gosto pela cultura. Ajudou a financiar muitas casas para trabalhadores da empresa Vetter, além dos pavilhões das escolas Tiradentes e Santa Teresinha e do Clube Concórdia, atual 15 de Novembro.

Em 1934 Alfredo Blos ergueu o prédio para o Cinema Imperial, todo em alvenaria, e em 1935, inaugurou o Cinema Imperial, que passou a ser o principal ponto de encontros, namoros e reencontros. Na época do cinema mudo, Alfredo e Danila, tocavam violino e piano para animar a filmagem. Trabalhou muitos anos sem retorno financeiro para que o povo não ficasse sem cinema. Para entreter as pessoas que aguardavam o início da sessão havia sempre um concerto de piano e violino, tocados pela esposa Danila Vetter Blos e seu filho Pedro Erny Blos.

Com o falecimento da esposa, firmou outro casamento com Edi Hintsche, do qual nasceu Pedro Alfredo Blos. Das suas uniões, foi abençoado com 8 netos e 13 bisnetos. Deve-se levar em conta que Alfredo, era um homem determinado e objetivo, um empresário de liderança que tinha uma ligação direta com a arte. Quando empunhava o violino garantia mais brilho às fitas demonstrando seu gosto pela arte.

Bárbara Raquel Paz nasceu no dia 17 de outubro de 1974, é filha de Oripe Paz e Iray Síria Apollo. Desde o tempo de criança carrega nos olhos o brilho da alma de menina e a coragem de vencer. Órfã de pai desde os 06 anos e de mãe desde os 17, sempre teve forças para continuar a vida e trilhar o caminho do sucesso. Começou aos nove anos a pintar esculturas de gesso e as vendia na praça da cidade para ajudar na renda familiar.

Decidiu rumar a SP e tentar a vida de modelo, após a morte de sua mãe. Depois de 6 meses na cidade grande, voltou a Campo Bom para passar o primeiro fim de ano sofrendo um grave acidente na noite de natal. Uma cicatriz no rosto a fez pensar que o sonho havia terminado, mas a persistência foi maior.

Em 2001, foi convidada a participar do reality show Casa dos artistas, no SBT e foi a vencedora. Ao longo de sua carreira participou de 23 peças de teatro, 3 novelas, 4 longas, 6 curtas, um kikito e outros prêmios de melhor atriz em festivais de cinema. Trabalhou com grandes diretores como Antunes Filho, Paulo Autran, Bibi Ferreira e Pia Fraus. Apaixonada pelo Sul e por Campo Bom, sempre que tem oportunidade visita seus familiares e nos encanta com sua beleza e simpatia.

 

Endereço: Av. dos Estados, 1080 - Bairro Centro - Fone (51) 3597-0435

http://salasdeaudiovisualcei.blogspot.com

 

 

 

Pesquisar